Blog

Câncer Colorretal

O câncer colorretal está entre as neoplasias mais prevalentes no mundo. A cada ano quase um milhão de pessoas em todo o globo são diagnosticadas com esse tipo de câncer. É a terceira maior causa de morte por câncer, responsável por 639.000 mortes por ano. É a terceira neoplasia mais frequente nas mulheres e a quarta mais frequente nos homens. A incidência dessa doença vem aumentando nos últimos anos e esse aumento é decorrente, principalmente, do envelhecimento da população (90% dos casos são diagnosticados em pessoas acima de 50 anos).

Não temos como falar de câncer colorretal sem citar os pólipos intestinais. Os pólipos são formações da mucosa do intestino que podem, com o passar do tempo, se transformar em lesões cancerígenas. Até 85% dos casos de câncer colorretal se iniciam com lesões polipoides. Uma série de desordens genéticas associadas podem fazer com que os pólipos se transformem no câncer propriamente dito. Toda vez que um pólipo é encontrado no exame de colonoscopia ele deve ser retirado totalmente e enviado para biópsia.

(mais…)

Leia mais...

Sabia que existe cirurgia para tratamento de refluxo?

A cirurgia para tratamento da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) faz parte do arsenal terapêutico desta doença tão frequente na atualidade. Segundo o Dr Samir Smaka Ivanoski Junior “a indicação cirúrgica deve ser criteriosa, sempre embasada em minuciosa avaliação médica especializada, incluído história da doença e tratamentos já realizados, assim como exames complementares adequados”. Ainda segundo Dr Samir, especialista em cirurgia do aparelho digestivo e com área de atuação em endoscopia digestiva “a cirurgia para tratamento de DRGE oferece benefícios quando bem indicada e realizada. Frequentemente é indicada quando o tratamento adequado com remédios, dieta e mudança de hábitos de vida não trazem resultados satisfatórios, por tempo adequado ou quando a necessidade de medicação torna-se continua. Pacientes com complicações decorrentes do refluxo crônico também podem ter indicação cirúrgica”.

(mais…)

Leia mais...

Tenho H. pylori! E agora?

O Helicobacter pylori (HP), além do seu já conhecido papel nos casos de gastrites e "úlceras de estômago” (úlceras gastroduodenais), é reconhecido hoje em dia como sendo a principal causa de câncer de estômago.

Trata-se de uma bactéria que pode colonizar o estômago, causando um processo inflamatório (gastrite) que, se não tratado adequadamente, pode tornar-se crônico.

Esta perpetuação do processo inflamatório (gastrite crônica), além dos sintomas desagradáveis ("má-digestão", sensação de “estufamento”, “dor de estômago”, entre outros) pode evoluir para um quadro chamado de gastrite atrófica, que por sua vez pode evoluir para metaplasia intestinal e câncer gástrico.

A infecção pelo HP geralmente se dá na infância e ocorre de pessoa para pessoa, sendo que o modo exato dessa disseminação ainda é desconhecido.

(mais…)

Leia mais...