Blog

Balão gástrico ajuda a emagrecer?

O balão intragástrico, popularmente conhecido também como balão gástrico, é uma opção segura e efetiva no auxílio à perda de peso. O balão intragástrico é constituído de silicone e tem modelos que podem ser deixados dentro do estômago do paciente pelo período de 6 meses ou 12 meses.

Os procedimentos de colocação e retirada do balão intragástrico podem ser realizados, na grande maioria dos casos, em caráter ambulatorial (na estrutura da clínica), sem necessidade de internação hospitalar.

O paciente habitualmente tem condições de receber alta em torno de uma hora após o procedimento. Tanto na colocação, quanto na retirada do balão intragástrico.

A avaliação do paciente, antes da colocação do balão intragástrico, é fundamental. Assim, todas as particularidades podem ser identificadas pela equipe e o procedimento pode ser planejado e realizado com as devidas precauções de segurança, bem como todo procedimento médico exige.

O balão intragástrico é posicionado no interior do estômago sob visão direta e com auxílio de endoscopia digestiva. Após seu adequado posicionamento, o balão intragástrico é preenchido com uma solução de soro fisiológico e azul de metileno, em volumes que variam de acordo com as características individuais de cada paciente: habitualmente entre 500 a 700 ml.

Por que escolher o balão intragástrico?

A presença do balão intragástrico no interior do estômago proporciona sensação de saciedade precoce, o que faz com que a pessoa tende a ingerir menor quantidade de alimentos (calorias), sentindo-se saciada. A aderência do paciente às mudanças no estilo de vida, incluindo atividades físicas e dietas equilibradas, assim como o acompanhamento com equipe multidisciplinar (psicólogo, nutricionista e educador físico), são importantes para otimizar a perda de peso, bem como para que esta perda possa ser mantida após a retirada do dispositivo.

O esperado é que a pessoa perca em torno de 30% do excesso de peso, podendo ser maior de acordo com a aderência do paciente ao tratamento, com adoção de dietas saudáveis e realização de atividades físicas. Considera-se como satisfatória a perda maior que 10% do peso inicial ou maior que 25% do excesso de peso.

O CEDEPI conta com equipe capacitada para realização deste procedimento, agende sua consulta!

Conteúdo escrito por:

Dr. Gustavo Antonio Pereira da Silva

CRM-PR: 27.125
Cirurgião Geral (RQE : 2.942)

Agende sua Consulta

Nossa clínica está preparada para atender você.

Share this post


Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp!